faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

novaiorquinas (do cordel) - 14

As malas feitas, fazem-se horas... à espera do táxi. Tempo aparentemente perdido porque tempo de não fazer nada. Tempo de reflectir, como em todo o outro tempo. Mas, neste, de reflectir.

À espera do avião... ou o avião à espera de nós para nos regressar.

Foram férias? Decerto, e talvez não. Talvez não porque estivémos como se daqui fossemos, em "nossa casa" (obrigados, Danda), com vizinhos, num 16º andar de um prédio com 34 (baixinho, baixinho), indo às lojas... como se daqui fossemos. Talvez não porque faltou o tempo extra habitual de estar "num sítio", de "apanhar sol", de ler e escrever como se não houvesse mais nada para fazer...
Bye, New York!

5 comentários:

Justine disse...

Ai que saudades já! Aí, do Top of the Rock, com vista geral para os quintais todos:))

Maria disse...

Um dia destes voltam lá... e matam as saudades.
Agora é hora de matar saudades de cá!!!

Até sábado.
Abreijo

GR disse...

"34 ? Quase tocavas nas nuvens, mais um bocadinho.
Estou certa que foram umas belíssimas férias.
Vês os que os outros não atingem, ouves o que muitos não escutam,
Os States tiveram um turista muito especial.

Bjs,

GR

Sérgio Ribeiro disse...

Olha, Justine: olha e vê como está belo o nosso quintal... apesar da relva seca nalguns lados... mas o cheiro destas maçãzitas!
Olha, Maria: olha e fica sabendo que essas, as de cá e as de quem por cá está, são saudades que nunca se matam.Inté sábado.
Olha, GR: olha e repara que esta foto foi no "TOP OF THE ROCKS" que é 70º andar da torre Rockfeller.
34º é uma espécie de rés-do-chão!
Turista especial? E, como diz a Justine, acidental.

samuel disse...

Há "turistas" assim... que entendem melhor um lugar do que aqueles que lá estão permanentemente.

Abraço.