faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

quarta-feira, 8 de junho de 2011

É - na cultura burguesa - muito bonito!

 Se eu fosse de um partido em que a cara mais visível, o nosso representante discutido e escolhido democraticamente (genuinamente), dissesse, dando punhadas no peito, "sou o responsável!, a culpa é minha!" nem lhe dávamos tempo, os meus camaradas e eu, a demitir-se, os meus camaradas e eu demitiamo-lo logo... ou então saia eu do partido. Que deixara de ser o meu, quer dizer, o nosso...

Mas, burguesmente, é muito bonito. Muito digno. Muito lágrima-no-olho, honra aos vencidos com dignidade. "À volta cá te espero" como é o nome das tascas nos caminhos de regresso dos enterros.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Os becos

Os becos sem saída têm - todos! - saída.
Cavando túneis ou assaltando o céu!