faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Ontem, antes de me deixar adormecer

Ontem, antes de me deixar adormecer, à roda da/às voltas com a felicidade...

Nalguns lugares
nalguns momentos
sei
- hoje sei -
que fui feliz
naquele lugar
naquele momento.

Mas não o sabia
naquele momento
naquele lugar.


Mais do que procurar ser feliz,
a minha busca de felicidade
foi a recusa de ser infeliz!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Num regresso, a pé, pela madrugada


Três notas, tiradas  de papéis rascunhados:

&-----&-----&

 1.     Mar é morada de saudade (de letra de morna)

&-----&-----&

2.     Vou pensar na partida
Vou querer ficar
Violão vai chorar
Vou ir com a solidão
É hora di bai!
(“arranjo” sobre letra de morna)

&-----&-----&

3. Vivo não para ter “um lindo enterro” 
mas para viver o melhor que puder, 
i.é., o mais vivo e coerente possível,
 até ao fim.