faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

A nota(s) ção

Bem me parecia...
Aqui há uns anos, há umas décadas..., bem me parecia que tanto pôr as criancinhas a jogar "monopólio" ia dar mau resultado.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Intervalo - o vereador e a prole

O que nos vale são os intervalos. De ficção ou de riso. Ou de as duas coisas.
Este ofício que recebi serve bem para intervalo. E para fazer rir. Como se fosse ficção. Ou gralha. Ou distracção. Ou erro. Inclino-me mais para esta hipótese...
No entanto, dada a evolução demográfica, há que reter a disponibilidade do senhor vereador para trabalhar no aumento da prole ... a bem do Município e da Nação. 
Multiplicai-vos! 


domingo, 13 de janeiro de 2013

Ditos e (des)feitos e refeitos (ou 2ª edição)

... por outros e por mim

e por mim trans critos
ou por mim trans formados
ou por mim trans figurados:
e retrans formados
e retrans figurados
(ou des figurados?)

  • é a atracção pelo banksterismo
    • ou a tracção pelo abismo
    • ou a traição do catecismo
  • querem que escolhamos a árvore onde nos querem enforcar
    • ou o veneno com que nos queremos suicidar
    • ou a via de comunicação por onde nos en curral ar
    • ou a veia por onde que nos deixamos into xicar
  • temos de acertar o passo da necessidade com a possibilidade
    • ou com a possivel idade
    • ou com a juvenia(l) idade
    • ou com a jumenta(l) idade
    • ou com a senil idade
  • há que ter em atenção a sinistralidade
    • ou a sinistra(l) idade
    • ou a acidental idade
    • ou isto é tudo uma inevitabil idade
    • e apenas conta a contábil idade?
  • e onde está a alegria do em velho ser?


quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Tropeçando...

Não sou eu que estou errado!
São vocês que estão enganados no sítio em que estão.

(isso corrigir-se-á...)

No regresso - em caminhada a pé - do almoço

Estou aPAZiguado e feliz?
Que me falta para o ser?
Nada
... mas tudo me falta.
Porque eu-sou-os-outros a quem tudo falta
(e a tantos porque de nada sentem falta)!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Excerto de "dias de agora"

(...)

Por tantas coisas ter feito na vida (nem todas boas, algumas “mal feitas”, mesmo másinhas poucas), por tanto caminho ter percorrido (e dado uns tombos, e tropeçado em certos “maus caminhos”), já não me espanta a repetição daquela pergunta que me foi feita num colóquio: “Você é o mesmo Sérgio Ribeiro da Seara Nova, do Diário de Lisboa, do Notícias da Amadora… ainda está vivo?!”

&-----&-----&

Sou, sim senhor, e vivo estou!... para fazer mais coisas e para percorrer novos caminhos… vivinho da costa!

&-----&-----&

Embora às vezes me doam as costas…

(...)

(vol.XXXI,
pag. 3.038)