faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

domingo, 22 de agosto de 2010

Passeio entre parenteses

(Quase) todos os dias

(poucos, poucos, corrige ela)

damos grandes passeios pelos caminhos dos campos.

Caminhos de terra batida

(pelos nossos e outros pés)

ou simples veredas por onde não se atrevem motores

(dos que fazem barulho e levantam poeira)

salvo o de algum raro aventureiro

(que tanto incomoda...

mais que as moscas que insistem em nos acompanhar).

E em passo estugado, caminhamos,

em silêncio ou falando de tudo

(o que, por vezes, é igual).

(Em todo lado, com os Castelos em fundo)

Nem sempre de mãos dadas

(mas sempre de mãos dadas!)

2 comentários:

Justine disse...

Sim, damos "grandes passeios aos domingos", e aos outros dias da semana (não resisti a completar o título "cucado" - mais uma vez de mãos dadas...)

Jorge Manuel G disse...

Convite.

Quando quiserem vir "passear" até aqui ao Norte, têm uma casa para vos acolher e um família para vos receber (comunista, por sinal).

Um grande abraço, desde Vila do Conde.

Jorge Gomes