faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

domingo, 18 de abril de 2010

O que anda pelo jardim, neste dia de intermitências

Diz-me ela “andam borboletas pelo jardim”.
Tinha-as visto num intervalo de trégua de chuva, entre os tímidos raios de sol, quando foi, a correr antes que a chuva voltasse, acabar uns trabalhos de jardinagem.
“... e já viste o melro que por aqui anda, enorme, quase do tamanho de uma galinha?”
Sim. Já tinha visto. É enorme, mas não é tão e luzidio como o do Guerra Junqueiro. E é tão enorme que com este o nosso Mounti não se mete. Ou então… sei lá. O fulano é capaz de tudo...

Peguei no aparelhito, e parti em busca (este está a ser um dia especial, esquisito...).
Mas, como seria de esperar, à vista e alcance da lente, nem borboletas nem melro. Parece que não gostam de ser fotografados.
Já não é o caso do gato mais fotogénico da blogosfera (isto achamos nós... e alguns amigos)

5 comentários:

Justine disse...

A borboleta estava mesmo por trás de ti, não reparaste? E o melro está escondido naquele zambujeiro à tua direita - olha-o a espreitar!
Quanto ao Mounty, o danadinho é mesmo o dono do "bocado":)))))e nós a fazermos de donos!

Maria disse...

Mas é que o Mounty é mesmo 'photogenic'....
:)))

arabica disse...

Ponho as mãos no fogo: conheço esta personagem de um outro filme! :)

Um abraço da Vanda :)

Sérgio Ribeiro disse...

Justine - Poiiis é...
Maria - O gajo é um... "poseur"
Vanda - Olha que o filme é o mesmo...

Beijos

GR disse...

Melros ouço eu, todas as manhãs ao despertar. Lindo cantar!
As borboletas fogem da chuva que teimosamente cai.
Quanto ao Mounty, não há palavras, em qualquer lado fica bem.
Nem mesmo nesse oceano azul, nos faz desviar o olhar,
o Mounty onde está reluz!

Bjs,

GR