faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Será?

Será que, ao caminharmos para velhos (nunca somos velhos, caminhamos para...),vamos ficando menos compreensivos e tolerantes, mais irritadiços, com as manifestações de velhice de quem mais perto está de nós, de quem caminha para velho/a a nosso lado, de mãos dadas?
(a ter em atenção autocrítica!)

4 comentários:

GR disse...

Será que na 2ª feira eu já posso vir aqui calmamente, pois a 1º parte do trabalho está feita???

Um grande bj,

GR

Maria disse...

Não sei, não tenho grande experiência disso...
Mas fico aqui (salvo seja) a ouvir Brel... enquanto trabalho!

Beijo

Justine disse...

...mas os outros momentos, os calmos e de compreensão, são imeeeeensamente maiores e fezem esquecer todos os outros:))
De mãos dadas!

bettips disse...

Ele também cantava o "Ne me quitte pas"...por isso, é de aguentar que há mais marés que marinheiros!Bj