faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

domingo, 7 de junho de 2009

O tempo de espera

Levantei-me a horas de domingo. Ainda passeei rapidamente pela blogosfera. Cumpri o compromisso de não fazer paragens.
Pequeno-almoço e duche tomados, arrumámos tudo para uma estadia de dois dias em Lisboa e arrancámos. A primeira paragem foi logo ali, na Atouguia, na Junta de Freguesia. Para votar.
Não foi preciso esperar. De qualquer modo, havia alguma circulação. Não o deserto de outras eleições. Ou da hora a que fui votar.
Feita a minha obrigação, dirigimo-nos a Lisboa, à Venda Nova, onde a Zé tem o apartamento e está regulamentarmente recenseada. Com a paragem e isso, deu para mais hora e meia.
Fomos a casa deixar bagagens, ver como estavam as coisas e fomos ao voto. Dela.
Depois, toca a almoçar que já o ponteiro menosresperava pelo maior para chegar às 3 horas, ou às 15 noutras contagens.
Almoço lento, sem horário que a hora de estar na Soeiro é só às 5, ou 17, e já não havia tempo para ir ao cinema.
Lá, na Soeiro, me deixou ela que foi a outras vidas. E eu entrei onde queria e devia estar para continuar esta espera de resultados.
São tempos sem jeito, a queimar meias horas. E já se sabe, mais ou menos, o que vai sair. Em que condições vai continuar a luta, sem paranças, nem mesmo a desta espera.Vou preparar mais uns papeis para a análise enquanto não chegam as surpresas. Se as houver.

4 comentários:

Anónimo disse...

Surpresas já esperadas houve e boas, as nossas.
Mais 70.000 votos é muita gente.

Campaniça

Justine disse...

Eu ainda consigo surpreender-me com o desrespeito, a desvergonha e a impunidade da actuação da comunicação social em relação à CDU!

bettips disse...

Aqui te deixo um abraço. Amigo e de papoilas vermelhas. De vozes firmes como a tua, que ouvi no meio da canalhada conhecida do écran (mete medo, metem nojo, és um bravo!). Sabemos que as memórias são curtas e que a(s) luta(s) continuam, taco a taco.
Vão espairecer e passear que há coisas que não mudam, todos os anos-esperança.

GR disse...

Após um grande trabalho, excelente votação.
Após a saída da secção de voto
(20:30h), estou no C.T. o mínimo de tempo, chego a casa tomo um bom banho, leio e vou até à net. Não vejo Tv, não quero falar com ninguém.
Mas foi um Bom resultado.


GR