faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Pelo corrimão, corre a minha mão!

Desco a escada,
apressado;
noutros tempos, corria,
saltava.

Hoje,
pelo corrimão, corre a minha mão.
Ah!, este joelho!
(a culpa é, sempre, deste joelho...)
Mas... vá lá!
'Inda apanhei o comboio-metro na estação.

1 comentário:

GR disse...

A diferença é que hoje o teu pensamento corre mais depressa, vai mais loge é mais sábio!

E como tu corres!!!

Bjs,

GR