faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Da arte de viver

Na efemeridade, ou na efémera idade, ou na efémera condição de sermos matéria organizada como tu e eu, valem-nos as efemérides. Entre outras coisas desta arte (destarte) de estarmos vivos.

Sem comentários: