faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

terça-feira, 1 de março de 2016

Perdidos & Achados

Façamos um pequeno exercício:

Há 40 anos, um operário com 20 anos, com os meios que lhe eram postos à disposição, fazia um produto. Produzia.

Era ele, em 48 horas semanais, mais 19 camaradas, e produziam 1.000 peças desse produto por mês.

20 anos passados, esse operário (com a mesma aptidão acrescida de experiência e alguma eventual formação), mas com outros meios entretanto criados por outros trabalhadores e postos à sua disposição, continua a produzir. Com a sua força de trabalho.

Mas já será em 40 horas de trabalho, e com 9 camaradas, e produzindo 2.000 peças desse mesmo produto por mês

A culpa é nossa, por ainda estarmos vivos
A culpa é deles, por terem sido paridos
Como foi nossa, por termos nascido
Como será deles se teimarem sobrevivos

Não há segurança social que resista a tanta longevidade
Não há trabalho decente que chegue para tanto licenciado
Não há tectos para tanta gente que vive (?) sem abrigo
Não há restos e sobras de cada-vez-mais abastança de alguns
que matem tanta fome a crescer em cada-vez-mais.


(em 2011)

Sem comentários: