faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

enCURRALadices

(...)

Ao almoço saíram “enCURRALadices”.

&-----&-----&

«Enquanto almoço ou qualquer outra coisa que faça, penso… NÃO!: Penso enquanto almoço ou qualquer outra coisa que faça.»

&-----&-----&

«Porque isto mais aquilo… está-se triste. NÃO!: Está-se triste (de maneira que nem tem jeito) e, se se quiser, procurem-se as razões, se as há ou se razões são.»

&-----&-----&

«Dantes é que era bom… já não tenho dentes para "isto".»

&-----&-----&

«Uma atitude burguesa? NÃO: uma postura burgessa.»

&-----&-----&


«Não tive uma filha de que eu fosse…”o pai da noiva que a leva ao altar!”; tenho filhos que de mim não fizeram “o pai do artista, o pai de cientista, o pai do historiador, o pai do intelectual, o pai do”»

1 comentário:

GR disse...

És Pai e um avô de quem os netos se vão orgulhar e divertir. Tantas estórias poderás contar!

Bjs,
GR