faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

80 anos

80 anos
Número redondo. 
Três zeros. Dois pequenos, um em cima do outro, e um terceiro (digamos) normal.
Melhor, só quatro. Aos pares. 88. Em equilíbrio instável. Mas será difícil!
Entretanto. Entretanto, “isto” assemelha-se a uma corrida de bicicletas… uma “Volta à Vida”.
Aos 80, parece-me que “saltei” do pelotão (já rarefeito…) e aí vou eu.
Em fuga? Em fuga!
A quê? A quê!
Tenho o sentimento de que para trás ficaram os que comigo já vinham de antes da guerra. De antes de ela começar e enquanto ela foi, conhecida por Grande, como todas são. Todas demasiado grandes.
Quantos desses já ficaram na estrada? Tantos!
Só me resta continuar a pedalar. Isolado? Quero ver se não.

A montanha é íngreme

1 comentário:

Justine disse...

Isolado, nunca! E pedalar? que fazemos nós todos, todos os dias? Até aos 88, e depois falamos:-)))))