faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

enCURRALado

(talvez devesse ter vindo para aqui mas, no caminho, "perdeu-se" pelo anónimo sec. xxi)

. em restaurante com toalhas de papel:

  • "... cento e não sei quantos mihões no euromilhões..."
Não jogo!
nem no euromilhões 
nem em nada parecido.
Se eu ganhasse esses milhões todos
ficaria tudo na mesma
                    menos eu...
e o que quero é ajudar 
                    a mudar tudo!

  • "... cresce a pobreza em Portugal... cada vez há mais crianças com fome..."
logo que chegar a casa vou (transcre)ver o EDITAL
do JOAQUIM NAMORADO:



Edital

Foi afixado 
nos locais do costume 
que É PROIBIDO MENDIGAR. 

Logo mão que se descobre 
escreveu a tinta por baixo 
MAS NÃO É PROIBIDO SER POBRE. 

(Joaquim Namorado, in "A Poesia Necessária")

2 comentários:

GR disse...

Adoro as tuas toalhas de papel, tantos pensamentos, tanta criatividade.

Também não jogo, tal é a certeza que não me sai.

Como queria todo esse dinheiro, milhões, muitos milhões, mesmo sabendo que o (des)governo fica ilegalmente com 30% , já que na Europa não é deduzível este prémios.

Depois e para além de saber com quem dividir, compraria uma CASA para todos nós, aqui e num outro lugar que não a tivéssemos, respiraria profundamente e com calma, trabalharia mais horas para todos nós. Assim, a vida continua.

Hoje, os pobres podem estender a mão e pedir, a polícia (para já) não proíbe, os pobres de hoje escondem o olhar envergonhadamente, alguns pobres de hoje têm canudos.

O melhor euro milhões para os portugueses era a queda do (des)governo e um novo Governo mais justo, só mesmo um Governo CDU!


BJS,

GR

Justine disse...

Tudo certo, muito certo. Pena haver no mundo meia dúzia como tu...