faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Textos da corda

Nem coloco isto no anónimo do século xxi.

Este texto não é político, é "político", é um "texto da corda". E, ainda por cima, escrito por alguém que conheço e tenho por bem intencionado. E que se julga de esquerda...

Aqui fica como registo. Para memória futura das ficções e outras coisas acabadas em ões como ilusões, desilusões, dislates e desvarios.

3 comentários:

GR disse...

Li o texto e se "este sr." é de esquerda, está muito bem disfarçado!
As Greves são o último recurso da luta dos trabalhadores,com grande sacrifício a fazer.
Não se compreende como uma pessoa dita de esquerda pensa assim!

Gd BJ,

GR

Pata Negra disse...

Ai!

Jorge Manuel G disse...

Camarada Sérgio,

Este senhor Manuelinho está muito mal informado e muito bem formatado pela comunicação social.
Veio-me à memória aquela propaganda reaccionária que passou na ANTENA1 e na RTP1 ácerca das greves.
Então o senhor Manuelinho não tem conhecimento das lutas na Autoeuropa que culminaram numa adesão a 100% na greve geral de 28 de Novembro. Nese dia não saiu um parafuso da fábrica.
No fim do ano os trabalhadores tiveram 4% de aumento!
Ao longo da história da Humanidade e até num passado recente TODAS as conquistas sociais foram precedidas de lutas e convulsões sociais gravíssimas.
CONVÉM NÃO ESQUECER!

Um abraço desde Vila do Conde,

Jorge