faz de conta que o que é, é!... avança o peão de rei.

...
o mistério difícil
em que ninguém repara
das rosas cansadas do dia a dia.

José Gomes Ferreira

Brel, sempre e eu... j'arrive!

Loading...

terça-feira, 1 de março de 2011

Glosa obrigada por mote (próprio)

Mede-se, quantas vezes…, o estar – seu ou dos outros – pelos resultados do que acontece enquanto se está. Mas não é assim. Porque nunca se está. Apenas ou só. Está-se com quem e porque já se esteve. E também porque se quer estar no que virá e com quem vier. Essas são as razões de estar. Os resultados de estar enquanto se está são outra coisa.

1 comentário:

Justine disse...

Cá estou:)))))))))